Saracura no mês das crianças

Na capital paulista, um grupo de músicos profissionais encontrou um palco especial para tocar e cantar: as alas de internação, pronto-atendimento e UTI de hospitais. A iniciativa é do Grupo Saracura, que começou a desenvolver o trabalho em 2005 no Hospital Infantil Sabará onde atua até hoje.  Ao perceber a aceitação tanto dos profissionais de saúde quanto dos pacientes e familiares, o Saracura se mobilizou para levar esse trabalho para outros hospitais.

O projeto “Saracura no Mês das Crianças”

A campanha “Saracura no mês das crianças” é uma forma de intensificar as visitas do grupo aos hospitais públicos parceiros. O objetivo é fazer 14 visitas a mais durante o mês de Outubro. Desta maneira estaremos levando mais música, mais cultura e alegria aos pacientes, médicos e toda equipe presente no hospital no mês das crianças. Durante 14 dias atuando nos hospitais atingiremos diretamente mais de 1064 pessoas, com uma média de:

• 34 pacientes por visita

• 26 familiares por visita

• 16 profissionais de saúde por visita (médicos, enfermeiros, atendentes)

Assim, dividiremos nossa meta em 2 partes: a primeira meta de R$  4.836,00 é composta de 7 visitas, 1 em cada instituição parceira.

A segunda meta, de R$ 9.672,00 corresponde a 14 visitas no total, 2 em cada instituição parceira.

Por que nos apoiar?

Sabemos que o dia das crianças é uma data muito esperada pelos pequenos, e por conta disso, resolvemos ampliar nossas visitas aos hospitais durante o mês do dia das crianças!  Assim, as crianças irão se divertir muito mais com o Grupo Saracura, e você que quer contribuir, pode fazer parte dessa ação inesquecível! Ao nos apoiar,  além de ganhar recompensas exlcusivas, o doador:

• Herda os valores praticados pelo Grupo Saracura;

• Pratica a Responsabilidade Social;

• Fomenta a cultura nacional, assim como estimula a produção e difusão de bens culturais de valor universal.

Recompensas para nossos apoiadores

- Adesivos, caneca e camisetas pesonalizados do Grupo Saracura

 

- Obras do Artista Thomaz Meanda da série "Impressionismo Animal"*: uma técnica impressionista digital de rostos de animais de frente como se estivessem tirando uma foto 3X4. Impressão tamanho A3, fosco,  papel couche 230g.

* Obras sujeitas à disponibilidade, mais versões desta série disponíveis no acervo do artista.

- Obras do artista Thomaz Meanda da série "Pachiderm Parade"*: Baseado na Cow Parade, uma sátira onde elefantes são desenhados com diferentes roupagens.Impressão tamanho A4, papel couche 230g, fosco.

* Obras sujeitas à disponibilidade, mais versões desta série disponíveis no acervo do artista.

- Obras do artista Thomaz Meanda da série "Photosoup"*: Intervenção digital sobre foto de paisagens urbanas. Sempre preconizando a subtração dos elementos gráficos, dando um olhar mais poético e colorido ao que é cotidiano e cinza. Impressão tamanho A4, papel couche 230 g, fosco.

* Obras sujeitas à disponibilidade, mais versões desta série disponíveis no acervo do artista.

- Obras do artista Thomaz Meanda da série "Vendo-se": Retratos por encomenda feitos a partir da sua própria foto, com caneta hidrográfica, reprodução em papel couche 230g, fosco, tamanho A4. 

- Livro "Aves Musicais", Editora Leya+, de autoria de Thomaz Meanda

Nossos Objetivos

• Contribuir para a humanização do ambiente hospitalar através da visita musical regular aos pacientes, familiares, profissionais de saúde e funcionários

• Ser referência na área de música ao vivo em hospitais

• Propiciar o acesso a música e a cultura brasileira.

• Criar e consolidar um novo campo de atuação profissional para o musicista.

Nossos repertórios

Infantil: Os tão famosos Brinquedos Cantados! Acalantos, cantigas de roda, jogos, cantos cumulativos e de não findar. Canções e melodias que permeiam nossa cultura há gerações unindo o brincar e o cantar, formato ideal para cativar a atenção e interesse de crianças de todas as idades.

Adulto: Resgate do cancioneiro popular brasileiro, músicas como samba, choro, baião entre outros estilos. O grupo faz um passeio pela música brasileira quase confundindo a apresentação com a narrativa da história do ouvinte. 

Onde mais atuamos

Desde 2011, o Saracura atua em alguns dos principais hospitais públicos de São Paulo: Hospital São Paulo, na Santa Casa da Misericórdia e no Hospital das Clinicas. Durante 2012 e 2013 o Saracura viabilizou, através da Lei Rouanet, o projeto Canta Pra Sarar”, que proporcionou a capacitação de novos musicistas na área de humanização hospitalar, a divulgação do trabalho e principalmente garantiu a continuidade do projeto.

Em 2014, com o projeto “Cantar para Sarar” o Saracura: aumentou a carga horária dos hospitais públicos já atendidos, passou a atuar em novos setores do Instituto da Criança do Hospital das Clinicas (FMUSP), iniciou o atendimento aos novos parceiros que surgiram: AACD, GRAAC e HCOR.