Perdidos no SPA

 

Estamos vivendo um processo de mudança de consciência enquanto humanidade. Em meio a um contexto de ritmo acelerado, caos, stress, revisão de valores, crise financeira, esgotamento de recursos naturais, um número crescente de pessoas estão evoluindo rumo a um novo paradigma de consciência. Este projeto cultural é uma tentativa de retratar e auxiliar de alguma forma, através da Arte, o nosso caminhar e despertar para uma nova forma de ser no mundo. Um ser humano mais equilibrado e alinhado com a verdade do coração e com a essência de quem somos nós. 

Sou Thais Ienaga, idealizadora da peça teatral "Perdidos no SPA". Esse projeto surgiu em 2013, aos 28 anos, quando passava por uma crise existencial junto com o retorno de Saturno, e minha intenção de começar a escrever e elaborar esta peça foi também com o intuito de expressar muitos dos questionamentos e conflitos que eu estava sentindo de uma forma criativa, de modo que eu pudesse aproveitar as emoções e sentimentos genuínos para gerar arte e autoconhecimento. Daí então a escolha da temática de tratar de uma reflexão sobre a felicidade e de submeter os personagens a um processo de transformação de consciência. Foi a partir de uma vontade pessoal mesmo minha de vivenciar este processo e de me aprofundar nessa busca de um sentido e de uma maior consciência, que este projeto foi criado. Por ser atriz e terapeuta, apaixonada pelo desenvolvimento humano, senti que poderia ser interessante unir as duas paixões em um projeto artístico. Então foi com esse propósito que nasceu a peça teatral “Perdidos no SPA”, com a intenção de compartilhar com mais pessoas o valor do autoconhecimento e de propiciar uma reflexão profunda sobre a nossa atual condição de vida e existência. Estamos vivendo um processo de uma mudança de paradigma de consciência e um contexto desafiador em todos os níveis, sejam eles materiais, emocionais, espirituais ou físicos. Crise, esgotamento de recursos, caos, ritmo acelerado, stress, doenças, etc. são alguns dos sintomas que estamos vivendo no mundo hoje e cabe a cada um de nós lidar com essas situações, seja individualmente ou coletivamente, podendo nos responsabilizar mais ativamente pela mudança e construção da nova realidade que queremos criar para nós mesmos. Conhecer a si mesmo é um possível caminho para isso... Este projeto cultural é uma tentativa então de retratar e auxiliar de alguma forma, através da Arte, o nosso caminhar e despertar para uma nova forma de ser no mundo. Um ser humano mais equilibrado e alinhado com a verdade do coração e com a essência de quem somos nós. Por isso venha fazer parte, seja apoiando, participando ou compartilhando para que esse movimento de reflexão e consciência possa acontecer!

 

Pedimos a sua contribuição para a produção e realização da peça teatral “Perdidos no SPA”. Escolhemos esta forma de financiamento coletivo ou “vaquinha virtual”, pois acreditamos ser uma forma de nos unir e envolver ativamente pessoas por uma causa e propósito em comum. É uma maneira da gente poder trocar, mobilizar e criar juntos mais cultura e autoconhecimento para todos. Contamos com sua participação! 

Montamos um orçamento para cobrir os custos mínimos necessários para viabilizar este projeto. Estamos trabalhando com duas metas:

Meta 1: R$ 22.220,00 - quantia destinada para a montagem da peça e realização de 1 mês de apresentações, aos finais de semana em um Teatro em São Paulo, conforme o gráfico abaixo.

 

 

Meta 2: R$ 36.545,00 - 2 meses de apresentações aos finais de semana em um Teatro em São Paulo. 

 

A peça é o encontro de 3 personagens em um SPA de desintoxicação, com características e momentos de vida diferentes, mas com um objetivo comum de curar seus próprios desequilíbrios físicos, emocionais, mentais e espirituais. Desequilíbrios estes sintomáticos da atualidade, dadas as crescentes demandas e desafios da vida no mundo hoje. Um espetáculo que terá identificação imediata com o público—tanto no humor como nas reflexões.

O SPA é uma metáfora para representar a sociedade em desequilíbrio de hoje e seus prisioneiros do sistema que estão perdidos em busca de um novo caminho e sentido para sua própria vida e existência.

Através da relação e troca entre eles, os personagens irão vivenciar uma jornada interior para redescobrirem sua essência e totalidade. Neste caminho, a medida que eles vão ampliando sua autoconsciência, eles percebem a ligação de si mesmo com o mundo externo, com o outro, até que o interno e o externo e as dualidades se tornam UM todo, unificado.

Perdidos no SPA vai mergulhar nesse oceano—com verdade, humor e reflexão. 

No símbolo acima, os lados preto e branco se enroscam um em torno do outro em perfeito equilíbrio, passando a sensação de opostos pertencentes a um todo unificado, contidos dentro do círculo da eternidade.

No Tantra, que significa equilíbrio de opostos, o ideal de unidade é simbolicamente expresso através da união de Shiva e Shakti, ser e manifestação, masculino e feminino.

No Bhagavad Gita, a escritura principal do Hinduísmo, Krishna fala a Arjuna sobre a unificação de opostos. Ele diz: “Você deve estar livre dos pares de opostos. Posicione sua mente na tranquilidade”.

No Budismo, um dos principais princípios é aquele do Caminho do Meio. O Buda defendia que caminhar entre os extremos dos pares de opostos era o caminho para a Iluminação, ou Nirvana.

Um exemplo da literatura cristã está no texto agnóstico, O evangelho de Tomé, descoberto em 1945 em Nag Hamadi, Egito, que se acredita ter sido produzido por volta de 140 d.C.: “Jesus disse a eles: quando vocês fizerem do dois um, e quando vocês fizerem do interior o exterior, e do exterior o interior, e do acima como o abaixo, e quando vocês fizerem do macho e da fêmea um único, de modo que o macho não seja macho e a fêmea não seja fêmea, então vocês adentrarão (o Reino)”.

No contexto da psicologia moderna, Carl Jung escreveu extensamente sobre a unificação dos opostos. Por exemplo: “Nada pode existir sem o seu oposto; os dois eram um no início e o serão novamente no final” (Collected Works, Vol 6, Parágrafo 363).

“A fusão de opostos é a alquimia da transformação. Unidade não significa uniformidade; esse paradigma é conhecido como unidade na diversidade. O princípio de que o todo é maior que a soma de suas partes é um profundo aspecto do mistério da vida espiritual. Ele implica que enquanto reconciliamos todos os opostos em nossa consciência, algo novo, um terceiro elemento, a presença do pano de fundo da unidade, nasce em nosso interior, para além dos estados de dualidade que tínhamos quando começamos o trabalho. Este é o nosso despertar para a presença da unidade. Paradoxalmente, a unidade está sempre presente conosco; apenas estamos distraídos demais, pela complexidade da vida, para vê-la. Quando revistamos esse estado de unificação, retornamos ao todo enquanto vivemos aqui neste mundo extraordinário ”. (“O casamento do espírito” - Leslie Temple-Thruston) 

Autor - Miguel Filliage

Direção - Francisco Gomes

Elenco - Thaís Ienaga + 2 atores

Áudio-visual - Projeto MOVA

Produção - PKNOW Terapia e Arte, através do Autoconhecimento 

Nossos apoiadores receberão recompensas exclusivas, como ingressos para a peça, Cd's de meditação, e mais:

Encontros de meditação e expressão, oferecido pela PKNOW: uma vivência que se inicia com uma meditação guiada e depois pintura com tintas em tela ou papel. Meditar para nos conectarmos com nosso mundo interno, nossa intuição, para em seguida expressar artisticamente o que o coração sentir. Destinado a todos os interessados, sem a necessidade de experiência prévia nem em meditação ou pintura.

- Pedra de Cristal Quartzo, oferecido pela Soul Sisters: tem grande propriedade curativa, que pode auxiliar no tratamento de doenças. Traz o equilíbrio ao corpo e é excelente para fazer desbloqueios energéticos. Segurar um cristal de quartzo aumenta o campo biomagnético. O cristal é um dos mais poderosos amplificadores de energia do planeta e o receptor mais eficiente para programação. 

- Kit com 9 pedras dos Chakras, oferecido pela Soul Sisters

Sessão de alinhamento dos chakras em colchão de Ametista (Biomat), oferecido pela PKNOW: O Biomat é uma esteira cientificamente comprovada, desenvolvida com tecnologia de ponta descoberta pela NASA e com excelentes resultados na promoção da saúde e do bem-estar. Possui ressonância vibracional profunda em todos os tecidos do corpo humano, combinando a ação de raios infravermelhos longos, íons negativos e o cristal de ametista. Estes três componentes naturais de poderosas propriedades curativas, abrem os canais para uma comunicação inteligente entre as células, produzindo alívio de dores, alívio do estresse, melhora do sono, aceleração do metabolismo, diminuição dos radicais livres, fortalecimento do sistema cardiovascular e do sistema imunológico, entre outros benefícios. 

- Colar de prata de quartzo cristal (unissex) oferecido pela Soul Sisters 

 

Obrigado, contamos com seu apoio!

Produção e realização:

Apoio:

Créditos Teaser:
Concepção, texto e narração: Thaís Ienaga 
Fotografia e direção: Gustavo Raulino 
Trilha sonora: Pedro Luce