Dá Licença de Contar

 

ESTE PROJETO FOI FINANCIADO NO MODELO DE CROSSFUNDING COM APOIO DE PESSOAS E DA EMPRESA ISAPA IMPORTAÇÃO E COMÉRCIO LTDA - BICICLETA.

Você com certeza conhece alguma música do Adoniram Barbosa seja ela Saudosa Maloca, Trem das Onze, Samba do Arnesto, Iracema, enfim. Todas elas contam histórias que são extremamente visuais. Por isso, o que nós vamos fazer é um curta metragem de ficção baseado nas canções do Adoniram e em todo o universo que  permeia a carreira dele.

O projeto está aprovado na Lei Rouanet e já conta com algumas empresas parceiras que estão fazendo o filme acontecer. Agora, a gente só precisa botar uma cereja em cima desse bolo. Aqui no Partio, você também vai ter a oportunidade de fazer parte desse projeto que vai  trazer pela primeira  vez  para as telonas a obra desse grande mestre. Sua contribuição pode ser em forma de doação ou em forma de incentivo fiscal, ou seja, o valor que você doar pode ser abatido do seu imposto de renda.

Dá uma olhada ao lado nas recompensas que você ganha ao contribuir e se junte com a gente nesse projeto! No dia 25 de janeiro, aniversário da cidade de São Paulo, você vai poder conferir o resultado do seu investimento no MIS, o Museu da Imagem e do Som de São Paulo. 

Um curta metragem ficcional que pretende recriar o universo que permeia as canções de Adoniran Barbosa, calcado em uma estética condizente com tempo e espaço no qual o artista estava inserido. Episódios famosos nas canções do sambista paulistano serão encenados e interligados numa releitura inédita.

As letras de Adoniram são narrativas ao mesmo tempo pitorescas e verossímeis que descrevem o cotidiano do homem popular paulistano numa época que já não existe mais.

Observador do povo e das ruas, sabia como poucos retratar sua realidade. Sua maneira peculiar de falar, assim como sua antivoz rouca, tornaram-se símbolos da cidade de São Paulo e parte da cultura popular brasileira, calando definitivamente aqueles que chamavam a cidade de o "túmulo do samba".

Suas histórias, contadas através da música, são roteiros quase prontos para serem filmados, extremamente visuais. Quantos de nós já não imaginamos como seria o rosto de Arnesto ou Iracema, ou a Maloca onde moravam os três amigos? Sua obra, todavia, não foi retratada no cinema, o que configura uma enorme oportunidade e desafio.

Considerando a vasta difusão dos curtas-metragens nos dias atuais, seja por meio de festivais, canais específicos, e, claro, pela internet, o público terá pela primeira vez acesso a uma obra cinematográfica dedicada a esse grande artista e seu universo criativo.

Um Homem de Chapéu, gravata borboleta e bigode (representando o cantor Adoniram Barbosa) toma uma dose de pinga num boteco enquanto conta a um jovem garçom as divertidaas histórias de sua juventude naquele mesmo local. Relembra da "maloca" em que vivia, ali mesmo, acompanhado de mais dois amigos, Joca e Mato Grosso, o primeiro deles um mulherengo nato e o segundo um bêbado emigrante do Estado que lhe dava nome. Seus "causos"descrevem as rodas de samba das quais participavam, a paixão de Mato Grosso por Iracema, um samba ao qual foram convidados por Arnesto, mas que ao comparecerem não havia ninguém e por fim, o mais significativo e triste dos episódios: a demolição da maloca em que viviam.

Formado em Comunição Social com Habilitação em Publicidade e Propaganda pela ESPM, Pedro atuou como Diretor, Roteirista e Produtor do documentário "Luto em Luta", lançado nos cinemas em Agosto de 2012.

Desde 2009, trabalha como diretor de Cena de filmes publicitários, tendo assinado mais de 150 filmes para clientes como: Adidas, AVON, Fiat, Etna, C&C, Prefeitura de São Paulo, Ministérios das Cidades, Ministério da Saúde, GDF, etc.

Além disso, tem especialização em Direção de Atores pela EICTV (Escuela Internacional de Cine e TV de San Antonio de Los Baños, CUBA) no Método Stanislavsky e no Método Sanford Meisner pela Oficina B'arco. Pedro também é fundador do Movimento Viva Vitão, movimento social que luta pelas conscientização no trânsito.

Financiamento Flexível - Esta campanha receberá o todo o valor captado mesmo se não atingir a meta pois o projeto também recebe incentivos fiscais (Rouanet e Proac).