Contos Africanos em Movimento

 

Oficina de contação e contextualização historiogeográfica de contos oriundos do continente africano e na recriação das histórias em vídeo (stop motion).

 

Contos Africanos em Movimento são oficinas que disseminam contos da tradição oral da África e da Diáspora Negra por meio de contação de histórias e atividades artísticas manuais. Direcionado às crianças de quatro a doze anos, a proposta do programa, além de apresentar e ensinar os mitos, tem a finalidade de fazer as crianças participarem, sentirem-se inquietadas com as histórias sobre o mundo, mostrar a elas situações às avessas, deixar que percebam a desordem, apresentar situações e elementos necessários para a mente curiosa e em formação dos pequenos.  

Com o auxílio de recursos materiais lúdicos, cada oficina compreende a contação e a contextualização histórico-geográfica de um conto, exercícios de transmissão oral e de criação artística, que envolvem pintura, colagem, trabalhos com materiais reciclados, entre outras atividades. Esses trabalhos resultam em animações em stop motion, livros bordados, músicas e outros produtos artísticos feitos com a participação das crianças. Além da divulgação dos contos, a ideia é que pais e educadores continuem usando com as crianças o material criado nas oficinas.

O projeto Contos Africanos em Movimento é um desdobramento e um parceiro do projeto HomeMade Artists (https://vimeo.com/164755562), da artista visual francesa Elen Sylla, e as oficinas já foram realizadas na Bélgica, no Brasil, na Islândia, na Itália e no Senegal.

A oficina abarca contação de história, usando um mapa da África de retalhos bordados e outros elementos lúdicos, e trabalho de ateliê, com pintura e colagem de materiais reutilizados. Ao final, as crianças terão uma pequena animação que cada uma ajudou a fazer!

 

Assista ao stop motion Banir o natural, criado como parte da oficina realizada em novembro de 2015 no Colégio Aprendendo a Aprender, a partir de um conto da Mauritânia e traduzido do francês para o português.

 

Todos os materiais necessários (caixas de papelão, papéis, pinceis, tinta...) serão fornecidos pela oficina, pedimos apenas que tragam as crianças com roupas que possam sujar!

 

As Contadoras:

Julia Malta, artista visual, pós-graduanda em contação de histórias, pela Faculdade de Conchas, (A Casa Tombada) e bacharel em Artes Visuais pelo Centro Universitário Belas Artes de São Paulo.

Tem se dedicado às oficinas de contação e criação de histórias realizando experimentações em torno da técnica A história aberta, idealizada pela contadora Kiara Terra.

Atua também em sua produção pessoal de arte contemporânea, criando objetos e livros bordados, e mantém o espaço cultural Assum Espaço Criativo, onde promove exposições coletivas e individuais, apresentações musicais, exibição de documentários, vídeos, filmes e animações, saraus de poesia e música.

 

Anaïs Grollimund Sylla, historiadora francesa especializada em História do Atlântico Sul pelo Centro de Estudo da História do Brasil e do Atlântico Sul da Universidade de La Sorbonne (Paris, França). Desde o final da graduação se aproximou da história da escravidão e da questão racial no Brasil. Para enriquecer suas pesquisas, veio para o Brasil fazer um intercâmbio na USP, tendo como orientador o historiador Luiz Felipe de Alencastro. Dedica-se à tradução e contextualização dos contos africanos (principalmente dos países de língua francesa).

 

Público:

Crianças entre quatro e doze anos.

Quando:

Dias 20 e 27 de agosto, sábados, das 10 às 13 horas*
*Serviremos um lanchinho saudável para as crianças (bolo de manga ou banana e suco de laranja natural)

Onde:

Assum Espaço Criativo (Rua Fradique Coutinho, 677 - Pinheiros)

Acesse nosso site:

http://www.contosafricanosemmovimento.com/

 

Meta do projeto:

R$ 3.000,00, sendo a primeira meta R$ 1.500 (referente à oficina de 20 de agosto) e a segunda meta R$ 3.000,00 (referente à oficina de 27 de agosto).

Orçamento:

-     Duas oficineiras: R$ 2.000 (R$ 1.000 cada oficina, sendo R$);

-      Taxa do espaço cultural: R$ 600 (R$ 300 cada oficina);

-      Comissão do Partio: R$ 360 (12% do valor total do projeto);

-      Lanches: R$ 40,00 ( R$ 20,00 cada oficina)

 

Apoio único:

R$ 150,00 (20 apoiadores, 10 participantes em cada oficina).